Skip to main content

Chapada dos Guimarães

Destino de muitos turistas que buscam uma vivência mais próxima com a natureza. Lugar repleto de cachoeiras, grutas, morros e lindas paisagens!

Nossa viagem começou em Mato Grosso do sul com destino a Rondônia, mas não queríamos ficar na estrada dia após dia e muito menos cronometrando o tempo para determinar onde e quando parar. Então saímos sem rota exata e sem pressa.

Enquanto abastecia o carro, em Rondonópolis-MT, fui bater um papo com o frentista. Papo vai papo vem e surge uma dica: a MT-344, com acesso logo antes de Jaciara-MT, passa pela cidade Dom Aquino e Campo Verde, e também da acesso à Chapada. Tem menos trânsito, belas paisagens e alguns atrativos, como cachoeiras e trilhas em Dom Aquino. Analisando o Maps vimos que nem aumentaria o km significativamente, então assim fizemos!

Resolvemos pernoitar em Dom Aquino devido o horário, pois já eram quase 21h. Ficamos no Hotel Recanto dos Pássaros, que pela manhã nos mostrou o porquê do nome. Lugar bastante arborizado e bem agradável, com muitos pássaros cantarolando logo cedo.Uma delícia! O atendimento da equipe foi excelente, café da manhã e quartos muito bom. Durante o café o proprietário veio conversar conosco e logo nos indicou um lugar: Uma cachoeira bem próxima e que fica no caminho para Chapada.

Hotel Recanto dos Pássaros

Hotel Recanto dos Pássaros
Fones: (66) 3451 1085 / (66) 9932 3045 / (66) 9243 6584 / (66) 8136 0084
Dom Aquino-MT

O acesso à cachoeira, que ainda não tem nome, fica há 20 km da cidade, rumo Campo Verde. No lado direito da estrada há uma estrada e bem a vista tem uma placa grande da Água Mineral Puríssima. Dalí segue mais 13 km por estrada de terra até encontrar a placa de entrada da propriedade, também a direita.

Cachoeira em Dom Aquino-MT

Uma pena ter chovido na noite anterior, pois deixou a água turva. Mas não tirou a beleza do lugar.

É preciso caminhar uns 100 metros por uma estradinha para chegar até ela. Estão mexendo na estrutura do local para receber campistas a um valor bastante acessível. Incluirá até café da manhã, se assim o hospede preferir.

E A CHAPADA?

Qualquer lugar turístico em alta temporada tem seus preços elevados, então tratamos de levar barraca para acampar, pois fica bem mais em conta! Procura aqui, procura ali e encontramos o Camping Recanto dos Pássaros. Sim, tem o mesmo nome do hotel em Dom Aquino, e também faz jus ao nome. Lugar muito agradável, bastante arborizado, bem preparado para receber campistas, tanto para quem dorme em barracas quanto para quem vai de trailer. Possui cozinha compartilhada e banheiros separados para homens e mulheres, tudo muito bem cuidado e excelente atendimento. Os telefones para contato estão na foto abaixo!

Camping Recanto dos Pássaros – Chapada dos Guimarães

O camping é bem próximo da principal avenida, então pode ir a pé a um restaurante, bar, padaria, agências bancarias, artesanatos, o que for… deixando o veículo para se locomover aos atrativos. Até porque o trânsito é tenso em alguns horários.

Apesar de estar a apenas 60 km de Cuiabá – uma das cidades mais quentes do Brasil – o clima é muito agradável. Olha a temperatura logo pela manhã.

Chapada dos Guimarães

O QUE TEM PRA FAZER?

Atividades não faltam! Trilhas, cachoeiras e grutas são os mais procurados. Agencias tem aos montes e muitas coisas podem ser feitas por conta própria, mas nem todas!

Os mirantes te dão uma visão incrível da chapada e não é preciso guia para chegar até eles.

Mirante do Ponto Geodésico da América do Sul

MIRANTE DO PONTO GEODÉSICO

O primeiro que fomos é o Mirante do Ponto Geodésico da América do Sul, que fica na entrada da cidade (no nosso caso, que viemos de Campo Verde) ao lado esquerdo da pista. A entrada é franca!

Mirante do Ponto Geodésico


MIRANTE MORRO DOS VENTOS

De fácil acesso, esse mirante fica dentro de uma propriedade particular, mas não é cobrado taxa de entrada. O lugar conta com um bom restaurante e, em breve, aluguel de casas com vista para a chapada.

Mirante Morro dos Ventos

As casas estão em fase de acabamento, mas da pra ter ideia da vista que elas terão, né?

MIRANTE ALTO DO CÉU

O único que cobra taxa de entrada, mas é baratinho. Por R$10 você pode curtir esse visual incrível. O local também conta com restaurante e lanchonete com preços bastante acessíveis.

Mirante Alto do Céu

Muitos gostam de ficar até o pôr-do-sol, que dizem ser incrível visto dai.

Mirante Alto do Céu – Chapada dos Guimarãe

Alto do Céu fica mais afastado, cerca de 20 km da cidade. Mas é fácil de chegar. No mapa turístico da cidade tem bem explicadinho.

CACHOEIRA DO MARIMBONDO

Cachoeira do Marimbondo – Chapada dos Guimarães

Na foto acima temos a Cachoeira do Marimbondo, que fica bem próxima da cidade e bastante procurada pelos moradores locais. A estrada é bastante ruim, o ambiente é meio farofagem, mas é legal!
É cobrado taxa de entrada no valor de R$10 e o local conta com banheiros e lanchonete, onde servem petiscos e bebidas. O atendimento é muito bom!

TRILHA DO MORRO SÃO JERÔNIMO

Pra quem curte caminhar, as trilhas da chapada são excelentes, segundo o Felipe, nosso guia. Coisa que pudemos comprovar ao fazer a Trilha do Morro de São Jerônimo. É uma caminhada de 20 km, que tem início dentro do Parque, vai até o topo do morro e volta pelo mesmo caminho.

Morro São Jerônimo – Chapada dos Guimarães

A foto acima foi feita no início da trilha. É possível ver o morro lá no horizonte, entre os dois arbustos. Viu?

Apesar da grande distância, a caminhada não é tão cansativa e o guia tem pontos estratégicos para paradas de descanso. A primeira parada foi na pedra que anda e mesa do sacrifício, que segundo contam, os indígenas antigos faziam sacrifícios ali. Se é verdade não se sabe… Quanto a pedra, é porque há um vão em sua base, deixando a pedra como se tivesse pernas.

Pedra do Sacrifício e Pedra que Anda
Pedra que Anda

Próxima parada: Portal de Órion! Aqui, à noite, olhando pelo buraco na rocha, tem-se uma visão direta da Constelação de Órion. É o que dizem!

Portal de Órion

Cerca de 1h30 de caminhada com muito suor e lindas paisagens. Já da pra perceber o morro mais próximo!

Morro São Jerônimo

Dai em diante a o terreno começa a ficar mais irregular e íngreme, mas sem grandes dificuldades. Foi a hora que a fome começou a bater forte!

Morro São Jerônimo – Chapada dos Guimarães

Já na metade da subida do morro. Mais uma parada para descanso, alimentação e fotos. Olha que visual!

E chegamos ao topo. Os urubus levantaram voo com a nossa presença…

Topo do Morro São Jerônimo
DCIM\100GOPRO\GOPR3341.JPG

Não sei como descrever. É simplesmente incrível! Esses momentos me fazem perceber quão o pequenos somos diante da mãe natureza e o quanto somos nocivos a ela.

Bom, 40 minutos para almoçar/lanchar, curtir o lugar e depois partiu! Circundamos o topo do morro e iniciamos a volta pelo mesmo caminho.

Durante a volta tivemos a honra de cruzar com um dos donos do parque: uma serpente conhecida pelo nome de Cipó devido sua cor e semelhança

Serpente Cipó – Chapada dos Guimarãe

Importante: sempre levar chapéu, protetor solar, água e comida (frutas e lanches, nada pesado). Também é recomendável ir com calçado apropriado, de preferência com cano longo. Pois o tornozelo é alvo fácil para uma cobra.

Bom, depois de 4h de trilha e muito suor e calor, nada melhor do que um bom banho de cachoeira, né? Já próximo do fim da trilha pegamos um desvio e cerca de 400 metros depois pudemos nos deliciar com a sombra de uma gruta e água fresca.

É a gruta onde filmaram o tema de entrada da novela Fera Ferida, exibida na Globo anos atrás.


A chapada tem muito mais a oferecer e vamos voltar com mais tempo para conhecer tudo que há de bom nesse lugar.
Segue os dados do Felipe, nosso guia. Muito responsável e prestativo! Além dos passeios na chapada, trabalha com tour no pantanal e Nobres.

ECO TRILHAS – TURISMO E AVENTURA
Felipe Desidério
65 99697 1569 / 65 99965 156

É isso, em breve espero incluir mais informações da Chapada dos Guimarães.

De moto pelo interior do Mato Grosso

 

Depois de 25 dias fora de casa chegou a hora de voltar, e como repetir rotas é chato resolvi mudar o trajeto. Voltei por Sapezal-MT passando por Campo Novo dos Parecis, Tangará da Serrar, Nova Olímpia, Barra do Bugres, Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Da Chapada sai por Campo Verde, cortando entre as cidades do interior até sair em Jucimeira-MT, próximo de Rondonópolis. Daí em diante foi o mesmo trajeto da ida. Ler mais