Skip to main content

Feriadão em Manaus-AM

Foi com um Uno (nosso guerreiro) que por meio da famosa BR-319 chegamos a Manaus-AM para aproveitar o feriado de 7 de setembro. Viagem cansativa e demorada, mas que, sem duvida alguma, fariamos tudo de novo!

A BR-319 é um caso especial, estrada abandonada pelo poder publico e que só é possível trafegar por ela em certos períodos do ano. Então fizemos um post separado, pois foi uma aventura a parte. Você pode acessa-lo clicando aqui.

Para quem chega pela BR-319 a primeira coisa a fazer é atravessar o rio. Para isso existe uma Balsa, coisa que demora em torno de 1 hora. Um passeio tranquilo e que, se for durante o dia, pode-se observar o encontro das águas do Rio Solimões com o Rio Negro.

O encontro das águas é um fenômeno hidrológico natural, os rios possuem temperaturas diferentes e pode ser percebido facilmente colocando a mão na água. O Rio Negro é mais quente que o Rio Solimões e eles não se misturam, ao invés disso correm um sobre o outro.

No vídeo abaixo, feito durante a travessia de balsa, é possível perceber o encontro das águas.

 

 

Estas fotos foram feitas durante o passeio de lancha, sendo possível uma melhor observação do encontro das águas.

 

Encontro das águas, Manaus-AM
Encontro das águas, Manaus-AM

 

Encontro das águas, Manaus-AM

 

O desembarque ocorre no Porto da Ceasa, local onde  chegam e saem embarcações de diversos lugares.

 

Porto da Ceasa em Manaus-AM
Porto da Ceasa em Manaus-AM

 

Embarcação saindo do Porto da Ceasa com destino a Belém-PA.
Embarcação saindo do Porto da Ceasa com destino a Belém-PA.

 

ONDE FICAR?

Hotéis e Hostels não faltam em Manaus, mas devido a localização e o bom preço nos hospedamos no Taj Mahaj Hotel. O hotel fica bastante próximo do Teatro Amazonas e outros pontos de interesse, como o famoso Bar do Armando, Museu da Casa Eduardo Ribeiro, Praça da Saudade, Museu Amazônico  – UFAM, bancos e outros. A maioria pode-se chegar a pé.

Aproveite para explorar a localidade. Vai encontrar muita coisa legal pela região, inclusive, bem próximo do Bar do Armando, há uma lanchonete onde sevem o X-Caboquinho, um sanduíche muito gostoso que leva em sua receita pão francês, queijo coalho, tucumã, ovo e banana frita. É a atração principal dos cafés regionais que se espalham pelo estado.

 

Teatro Amazonas - Manaus-AM
Teatro Amazonas – Manaus-AM

 

Carruagem no pátio do Teatro Amazonas - Manaus-AM
Carruagem no pátio do Teatro Amazonas – Manaus-AM

 

Praça São Sebastião, em frente ao Teatro Amazonas - Manaus-AM
Praça São Sebastião, em frente ao Teatro Amazonas – Manaus-AM

 

ONDE IR? O QUE FAZER?

Manaus é uma cidade antiga, rica em história e cultura. Portanto, lugares para visitar não faltarão, é só dar uma pesquisada na internet e a lista de opções aumentará a cada clique. A lista abaixo exibe os lugares que visitamos.

 

Muitos passeios podem ser contratados diretamente com guias locais, que podem ser encontrados no Porto da Ceasa, de onde chegam e saem pequenas embarcações para passeios próximos a Manaus, além de outros destinos mais distantes e balsas; e na Marina do David (Contato (92) 99286-9785), uma cooperativa de transportes pluviais, de onde saem diversas embarcações que dão acesso as comunidades do Rio Negro.

A maioria dos passeios inclui:

  • passeio de barco até o encontro das águas (onde é possível por a mão na água e sentir a diferença de temperatura);
  • visitação a uma casa de família que mora em casa flutuante de uma comunidade do Rio Negro;
  • Parque Jamari (Vitória Régia, pássaros, passeio na mata, etc);
  • Almoço em restaurante flutuante;
  • Interação com os botos;
  • Visita a uma aldeia, onde os índios fazem uma apresentação de dança e degustação de comida tipica (formiga assada, peixe maquiado e outros).

O custo médio é de R$180,00 por pessoa, e se tiver interesse em alterar o roteiro, você pode conversar com o guia. Geralmente são bem flexíveis quanto a isso.

 

Casa flutuante em comunidade no Rio Negro, Manaus-AM
Casa flutuante em comunidade no Rio Negro, Manaus-AM

 

Embarcação utilizada para transporte de turistas e moradores das comunidades no Rio Negro - Manaus-AM
Embarcação utilizada para transporte de turistas e moradores das comunidades no Rio Negro – Manaus-AM

 

Criação de peixe Pirarucu em Manaus-AM
Criação de peixe Pirarucu em Manaus-AM

 

Em uma das paradas que a lancha faz, numa casa flutuante, é possível comprar artesanatos locais e interagir com alguns animais. É triste vê-los dessa forma, presos e estressados com toda essa movimentação diária. Cobra, bicho preguiça, jacaré e outros animais passam o dia todo de mão em mão. Mas é a forma que eles tem de ganhar um dinheiro com o turismo. A experiência é bastante interessante, não da pra negar.

 

Filhote de Jacaré - Manaus-AM
Filhote de Jacaré – Manaus-AM

 

Bicho Preguiça no colo de uma turista em Manaus-AM
Bicho Preguiça no colo de uma turista em Manaus-AM

 

Cobra sucuri com turista em Manaus-AM
Cobra Sucuri

 

As fotos seguintes foram feitas no Parque Jamari, onde é possível admirar a beleza da Vitória Régia. Mas, infelizmente, não fomos no período correto para que ela nos exibisse toda sua beleza. Algumas chegam a medir mais de 1 metro de diâmetro.

 

Vitória Régia - Manaus-AM
Vitória Régia – Manaus-AM

 

Parque Jamari - Manaus-AM
Parque Jamari – Manaus-AM

 

Pica-Pau Amarelo no Parque Jamari - Manaus-AM
Pica-Pau Amarelo no Parque Jamari – Manaus-AM

 

A interação com os Botos é algo sensacional. São muito dóceis, e entrar na água ajuda a refrescar, pois fazia um calor terrível aquele dia.

 

Interação com os Botos - Manaus-AM
Interação com os Botos – Manaus-AM

 

Visitação a aldeia, onde os índios fazem apresentações de dança e apresentam sua culinária aos turistas. São oferecidos pratos como: formiga assada, peixe maquiado e outros.

Ficamos surpresos com o gosto da formiga, pois lembra amendoim (se tivesse uma cervejinha pra acompanhar não sobraria um!).

 

Apresentação de danças em aldeia - Manaus-AM
Apresentação de danças em aldeia – Manaus-AM

 

Culinária indígena - Manaus-AM
Culinária indígena – Manaus-AM

 

Formiga assada oferecida aos turistas - Manaus-AM
Formiga assada

 

TEATRO AMAZONAS

O Teatro Amazonas, desde a sua inauguração em 1896, viu apresentar-se no seu palco todo tipo de espetáculo: óperas, operetas, musicais, peças de teatro, shows de cantores líricos e populares, festivais, grupos de dança, bandas de música, corais, orquestras e tantos outros.

Mas além de casa de espetáculos, ele é um lugar de referências fundamentais para a cidade. Nele a função teatro anda de braços dados com a função de lugar de memória, de patrimônio cultural e de museu.

A rigor todo o Teatro Amazonas é um museu. Sendo este um espaço especial reservado á memória da cidade de Manaus

Seu percurso se dá ao longo do próprio Teatro e das salas do primeiro e terceiro pavimentos, onde a história, contada por meio do Museu, integra-se e é completada pela presença física e monumental do Teatro.

O teatro possui um valioso acervo de objetos que evocam as diversas fases da sua história, desde a sua construção aos dias atuais. Parte dele pode ser visto ao longo do percurso de visitação, outra parte encontra-se em Reserva Técnica e destina-se a estudos e eventuais mostras temporárias. [Fonte: Teatro Amazonas]

 

Teatro Amazonas, Manaus-AM
Teto do Teatro

 

Palco do Teatro Amazonas
Palco do teatro

 

Muita riqueza, desde os mármores importados até os detalhes como desenhos em alto relevo, recortes do piso e pinturas no teto.

 

Teatro Amazonas, Manaus-AM

 

Teatro Amazonas, Manaus-AM

Teatro Amazonas, Manaus-AM
Camarim, Teatro Amazonas, Manaus-AM
Réplica de um camarim da época
Teatro Amazonas, Manaus-AM
Vista da sacada da frente do Teatro

Tivemos a sorte de presenciar o ensaio da Orquestra Filarmônica do Amazonas. A ótima acústica do Teatro Amazonas dispensa o uso de amplificadores para espetáculos com instrumentos acústicos, corais, cantos líricos e outros.

 

Horário de Funcionamento para turistas: Terça a sábado, das 9h às 17h | Domingo e Segunda, das 09h às 14h.

Ingressos: Venda no local a um custo de R$ 15,00 por pessoa (Amazonense não paga visitação).

Endereço: Av. Eduardo Ribeiro, 659 Centro, CEP: 69.010-001.

Telefones: (92) 3622-1880 / 3622-2420

 

MERCADO MUNICIPAL

 

A arquitetura caprichosa do Mercado Adolpho Lisboa sobressai no Centro Histórico de Manaus. Vista do Porto, a construção em estilo Art Nouveau desperta a curiosidade de quem transita pelo burburinho desse trecho na orla do Rio Negro.

O espaço foi construído durante o Ciclo da Borracha, período da economia bem-sucedida que fez Manaus ser conhecida como a “Paris dos Trópicos”, inspirado no Mercado de Les Halles, de Paris. Seus pavilhões em alvenaria e ferro fundido, adornados com vitrais o tornaram um dos mais importantes exemplares mundiais de arquitetura em ferro, tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

O espaço é dividido em Pavilhão do Peixe e Pavilhão da Carne, nas laterais, e Pavilhão Frontal e os Pavilhões Pará e Amazonas. Tem entrada tanto pela Rua dos Barés quanto pelo lado da Manaus Moderna, na orla do Rio Negro.

O Mercado Municipal de Manaus é o lugar ideal para provar a comida regional, conhecer ervas e produtos típicos, comprar artesanato, decoração e lembranças do Amazonas. É tanta coisa interessante para se ver, comer, ouvir e admirar… [Fonte: Vidas sem Paredes]

Mercado Municipal de Manaus-AM
Mercado Municipal de Manaus- AM
Mercado Municipal de Manaus-AM
Interior do Mercado Municipal de Manaus-AM

É possível encontrar de tudo um pouco. Artesanatos, bebidas, temperos, carnes, frutas e legumes. Muita comida regional e lembrancinhas da cidade que todo turista gosta de levar.

Horário de funcionamento: De segunda a sábado, de 6h às 18h | Domingos e feriados, de 6h às 12h.

Endereço: Acesso pela rua dos Barés e Manaus Moderna, Centro.

 

 

MUSA – Museu da Amazônia

Criado em janeiro de 2009, o Musa ocupa 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, em Manaus. Uma área de floresta de terra firme, nativa, que há mais de 60 anos vem sendo estudada com paixão. Os resultados dessas pesquisas, reunidos em catálogos sobre temas como plantas, pássaros e rãs, contam o que o Musa quer mostrar ao visitante.

Encontramos no Musa: exposições, viveiro de orquídeas e bromélias, lago, aquários e laboratórios experimentais de serpentes, de insetos e de borboletas. Uma torre de 42 metros permite fruir uma magnífica vista do dossel das árvores da floresta, inesquecível quando vista às seis da manhã.

Trilhas na floresta proporcionam ao visitante passeios agradáveis e descobertas surpreendentes. No Musa são desenvolvidas pesquisas em divulgação e popularização da ciência e da educação científica e cultural. [Fonte: MUSA].

 

MUSA, Manaus-AM
MUSA, Manaus-AM

 

Torre de observação do MUSA - Manaus-AM
Torre de observação do MUSA

 

Vista panorâmica da Torre - MUSA, Manaus-AM
Vista panorâmica da torre

 

Cobra Papa-pinto, MUSA, Manaus-AM
Cobra Papa-pinto

 

MUSA, Manaus-AM

 

MUSA, Manaus-AM
Aquário com Pirarucus e outros peixes

 

MUSA, Manaus - AM

 

Lago com Vitórias Regia - MUSA, Manaus-AM
Lago com Vitórias Regia

Localização: Av. Margarita (antiga Uirapuru), s/n – Cidade de Deus – Manaus, AM
Tel. (92) 99280-4205

Horário de funcionamento: Diariamente (exceto quartas-feiras), das 8h30 às 17h (o portão de entrada fecha às 16h)

Segundas-Feiras, Quartas-feiras e Domingo é somente por agendamento.

Ingressos: Visitas guiadas: R$ 20,00
Trilhas na floresta, serpentário, borboletário, fungário, lago das vitórias-régias, aquários, orquidário e bromeliário , trilha das aráceas, exposição Peixe e gente, exposição de sapos, peixes e musgos.

Subida na torre (com ou sem guia): R$ 20,00

Meia-entrada: estudantes, idosos brasileiros e moradores de Manaus (apresentar identidade e comprovante de residência)

Entrada gratuita: crianças até 5 anos

Atividades em horários especiais:
Observação de aves na torre: R$ 50,00
Nascer do sol na torre: R$ 50,00
Pôr do sol na torre: R$ 50,00
Pôr do sol na torre + trilha noturna: R$ 80,00

 

AVISOS

Menores de 14 anos devem ser acompanhados por responsável.
Recomenda-se o uso de calçado fechado.

Informações e agendamento:
Tel. (92) 99280-4205
agendamento@museudaamazonia.org.br

Grupos e escolas
É necessário o agendamento de grupos e escolas* com antecedência. Para consultar valores e realizar agendamento, envie um e-mail para agendamento@museudaamazonia.org.br ou ligue (92) 99280-4205.

 

INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

 

INPA, Manaus-AM
INPA

 

Criado em 1952 e implementado em 1954 – o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) – ao longo dos anos, vem realizando estudos científicos do meio físico e das condições de vida da região amazônica para promover o bem-estar humano e o desenvolvimento sócio-econômico regional. Atualmente, o INPA é referência mundial em Biologia Tropical. [Fonte: INPA]

 

Peixe Boi em aquário do INPA
Peixe Boi em aquário do INPA

 

INPA - Manaus-AM

 

INPA, Manaus-AM

 

INPA, Manaus-AM

 

A maior folha Dicotiledônea registrada. INPA, Manaus-AM
A maior folha Dicotiledônea registrada

 

Endereço: Av. André Araújo, 2936, Aleixo, CEP 69060-001, Manaus – AM

Telefone: (55) (92) 3643-3377

 

CIGS – Centro de Instrução de Guerra na Selva

 

Lugar lindo, de grande área verde e muitos animais. É ali, no zoológico do CIGS, que a JUMA, aquela onça que foi morta durante a passagem da tocha olímpica, em 2016, era criada (clique aqui caso não lembre do caso). Há vários animais no local, todos bem cuidados, com bastante espaço para se divertirem (melhor se estivessem soltos na natureza, mas…).

A parte que nos interessava era o zoológico, então la vem fotos.

 

Centro de Instrução de Guerra da Selva, Manaus-AM
Centro de Instrução de Guerra da Selva

 

Gavião Real, CIGS-Manaus/AM
Gavião Real – CIGS

 

CIGS - Manaus-AM

 

CIGS, Manaus-AM

 

Onça Pintada (preta) do CIGS, Manaus-AM
Onça Pintada (preta)

 

Espaço dos macacos, CIGS, Manaus-AM
Espaço dos macacos

 

CIGS - Manaus-AM

 

É triste vê-los atras das grades, mas, infelizmente, eles não tem mais condições de readaptação a natureza.

 

CIGS, Manaus-AM

 

PRAIA DA PONTA NEGRA

Manaus possui várias praias de água doce e essa é a mais famosa. Por ser uma cidade quente e úmida o melhor lugar para se refrescar é aqui.

Várias barracas de venda de bebidas e comidas típicas estão a disposição. Durante o dia a guarda municipal faz rondas e assim o perigo de ser assaltado é bem pequeno.

O problema é após as 18h. Nesse horário os guardas encerras suas atividades e o local muda de seguro para totalmente inseguro. Os próprios guardas orientam os frequentadores para que deixem o local, pois as chances de ser assaltado são grandes.

Foi dessa forma que juntamos nossas coisas e partimos dali rapidinho.

Praia da Ponta Negra, Manaus-AM

 

 

MUSEU DO SERINGAL

Um dos passeios que mais gostamos foi este, visita ao Museu do Seringal, que inclui, se for vontade do cliente, uma parada na Praia da Lua.

O museu é uma réplica de um seringal que existiu no município de Humaitá (a 450 quilômetros de Manaus).

Museu do Seringal, Manaus-AM
Museu do Seringal

A beleza da natureza interligada com a história do período áureo da borracha é o que você pode encontrar ao visitar o Museu do Seringal Vila Paraíso. Projeto cultural e turístico mantido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o espaço está localizado a 25 minutos de Manaus, às margens do igarapé São João, afluente do igarapé Tarumã Mirim, zona rural da capital.

No museu, é possível conhecer a casa do barão seringalista, o tapiri de defumação da borracha, a casa da farinha, a capela de Nossa Senhora da Conceição, a Casa da Sinhazinha e demais ambientes que retratam a realidade da época, numa visita guiada que dura cerca de uma hora. Todos os espaços foram criados para a produção do longa-metragem “A Selva” (2002), baseado no romance homônimo de Ferreira de Castro, dirigido por Leonel Vieira e estrelado pela atriz Maitê Proença.

Museu do Seringal

 

Museu do Seringal

 

A casa do barão é recheada de objetos interessantes para quem deseja conhecer mais os móveis utilizados na época, os utensílios de cozinha e produtos de marcas famosas do período da borracha. Ela é composta por sala de jantar, sala de estar, canto de leitura, cozinha com fogão a lenha e dois quartos.

Museu do Seringal

 

Museu do Seringal

 

O guia apresenta, numa trilha em meio a inúmeras seringueiras, como é feita a retirada da borracha desde a extração na árvore até a defumação. Outro local a conhecer nesta trilha é a casa da farinha, onde o guia mostra como a mandioca é ralada e torrada e o visitante pode se imaginar no cenário da época.

Museu do Seringal

 

Museu do Seringal

 

Todos os dias o local está aberto a estudantes, professores, pesquisadores, turistas e público interessado de todas as idades, das 8h às 16h, com ingressos que custam R$ 5.

O acesso ao local é feito somente por via fluvial, por meio de embarcações particulares (sem relação com a Secretaria de Estado de Cultura), saindo da Marina do Davi, na Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. [Fonte: Secretaria de Cultura do Amazonas]

Na volta pedimos ao guia que nos deixasse na Praia da Lua, lugar bastante frequentado por turistas e moradores da região.

Praia da Lua, Manaus-AM

Existem quiosques onde você pode comprar cerveja, salgados ou pratos regionais.

Cuidado com a farinha quebra dente! Pois ela faz jus ao nome.

 

 

PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM

Presidente Figueiredo é uma cidade próxima a Manaus, distante apenas 120 km, conhecida por sua abundancia em recursos naturais, cachoeiras, cavernas e selva. Atualmente já foram catalogadas mais de 300 cachoeiras.

Infelizmente não pudemos ficar mais que 1 dia na cidade e dessa forma acabamos por conhecer apenas 3 delas. Motivo para voltar!

Na entrada da cidade tem um lugar gostoso para almoçar e curtir um pouco do visual. É o balneário municipal.

Monumento em frente ao balneário municipal de Presidente Figueiredo-AM

 

balneário municipal, Presidente Figueiredo-AM

 

Presidente figueiredo-AM

 

Quem chega na cidade, logo no inicio, ao lado da BR, existe um ponto de apoio ao turista. Ali o pessoal explica como chegar, horários e melhores opções de acordo com o gosto do freguês. Há um mapa turístico que é fornecido por eles, e que perdemos antes de fotografa-lo.

Devido o pouco tempo que tínhamos fomos nas 3 mais próximas, média de 12km distante do centro.

Cachoeira em Presidente Figueiredo-AM

 

Presidente Figueiredo-AM
Cachoeira Santuário

Grutas em Presidente Figueiredo-AM

 

Presidente Figueiredo-AM

 

Na volta, já na balsa que nos levava de volta para a BR-319, aproveitamos para fotografar um pescador lançando sua rede enquanto seu pequeno filho acompanhava tudo com olhos atentos e o pôr do sol que estava maravilhoso.

 

Pescador lançando sua rede no Rio Negro, Manaus-AM
Pescador lançando sua rede no Rio Negro, Manaus-AM

 

Pôr do Sol em Manaus-AM
Pôr do Sol em Manaus-AM

 

Bom, resumidamente, é isso. É o que deu pra fazer com apenas 3 dias de folga, mas vamos voltar!

 

Clique aqui para visualizar todas as fotos.

 

Deixe seu comentário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this:
www.000webhost.com