Skip to main content

De folga em Porto de Galinhas, Recife e Olinda

Foi uma verdadeira aventura chegar até Porto de Galinhas de ônibus. O ônibus que vem de João Pessoa nos deixou na rodoviária de Recife, de onde tivemos que fazer várias baldeações até chegar ao destino!
Como viemos de João Pessoa, preferimos pegar o meio de transporte com melhor relação custo x benefício: o ônibus. Chegando em Recife, na Rodoviária, desembarcamos e fomos procurar algum ônibus que fizesse o trecho Porto de Galinhas. Mas a resposta foi sempre a mesma nos guichês: Não tem!

É estranho, mas é verdade. O jeito foi pegar a circular, que, de ponto em ponto, vai chegando. Trocamos de veiculo umas 6 vezes até chegar em Porto de Galinhas. Foram 50 km em 3h. Muito cansativo!

Já do aeroporto há uma linha de ônibus que vai direto para Porto de Galinhas, mas ficamos sabendo só depois (tristeza).

Esse assunto merece um post exclusivo, pois ajuda quem não quer passar por esse perrengue. Neste Link há um post com informação bastante útil.

 

Pousada La Puerta Del Sol – Porto de Galinhas

 

Já em Porto de Galinhas, cansados, porém felizes, fomos direto para a pousada que alugamos. La Puerta Del Sol, a poucos metros do centro e perto de farmácias e mercados, muito confortável e otimo atendimento. Só não tem café da manha, mas isso é o de menos!

O centro é onde tudo acontece. Cheio de restaurantes, agencias de turismo, lojas de roupas, artesanatos, mercadinhos e muito mais. Sempre cheia de gente o tempo todo.

 

Centro de Porto de Galinhas

 

MAS O QUE FAZER EM PORTO DE GALINHAS?

Bom, Porto de Galinhas é um dos destinos mais procurados do Brasil. A programação, geralmente, é praia e passeios. A praia de águas calmas e cristalinas, na maré baixa, permite ao turista mergulhos nas piscinas naturais, onde é possivel ver as belezas do fundo do mar, cardumes de pequenos peixes e ate cavalos marinhos.

Não deixe de fazer uma caminhada pela vila, há muita coisa interessante pra se conhecer por lá.

Neste site você encontrará bastante informação sobre oque fazer em Porto de Galinhas.

Ainda no centro da vila, bem próximo a pousada, esta presente o Projeto Hippocampus – biologia, cultivo e conservação dos cavalos-marinhos.

 

Porto de Galinhas
Cavalo-marinho do Projeto Hippocampus

 

Há também outros espécimes por lá, como peixes, siris e muito mais.

 

Projeto Hippocampus - Porto de Galinhas

 

Antes de voltarmos a Recife decidimos ir curtir o Pontal de Maracaípe. É onde ocorre o encontro do rio com o mar e só é possivel chegar a pé. Acontece que devido a uma informação errada acabamos indo parar a 20 km de Porto de Galinhas, mais precisamente em Ponta de Serrambi. Fomos de Uber, claro, e assim que chegamos na beira da Praia descobrimos que não estávamos onde queríamos estar. Porém o lugar era lindíssimo, tanto quanto.

 

Porto de Galinhas
Pontal de Serrambi

 

Muito mais preservado que o Pontal de Maracaípe, água cristalina, calma e morna. Os corais intactos e pouquíssima gente nos deixou bastante felizes por estar alí.

 

Pontal do Serrambi

Aos fundos, na foto, temos o Resort Serrambi. Um dos melhores da região.

 

O pôr-do-sol foi magnífico!

 

Pôr-do-sol em Serrambi

 

RECIFE

Dois dias em Porto de Galinhas e voltamos a Recife  para fazer um tour rápido pela cidade antes de seguir para Olinda, o destino mais cobiçado!

A volta foi mais tranquila. Como há vários agentes de turismo no centro da vila oferecendo pacotes turísticos procuramos um que tinha como oferta um tour pelo Centro de Recife e Olinda – e encontramos!
Logo pela manhã, como combinado, a van da agencia nos buscou na pousada e lá fomos nós!

 

Praça do Marco Zero, em Recife

 

O Marco Zero é a praça que marca o local onde começou a cidade, à beira do Cais do Porto, no Bairro do Recife (também conhecido como Recife Antigo).

A Praça do Marco Zero foi o primeiro dos pontos que visitaríamos em Recife. Recife Antigo, como é conhecida a parte histórica da cidade, é muito visitada por turistas. Prédios históricos, trilhos de bondinho e muito mais.

 

Recife
Trilhos do antigo bondinho que passava pelo local

 

Centro Histórico de Recife

 

Durante o passeio visitamos o antigo prédio da Caixa. Originalmente foi projetado para ser a sede do Bank of London e South América Limited. Hoje é um museu denominado Caixa Cultura de Recife e passou por uma revitalização em 2017.

 

Antigo cofre bancário da Caixa

Neste site há uma lista de 7 museus para se visitar de graça em Recife.

 

Tambem visitamos a Casa da Cultura Luiz Gonzaga, um antigo presidio no centro da cidade que vale a pena visitar. Tem muita história! Se quiser ler a respeito visite esse site.

 

Recife
Grade da porta de entrada do antigo presidio e agora Casa da Cultura Luiz Gonzaga

Também visitamos a orla de Recife, porém, proibido para banho devido a ataques de tubarões. Dali seguimos para Olinda.

Aproveite e visite este link, aqui você encontrará várias dicas do que fazer em Recife!

 

OLINDA

 

Não era nem meio dia quando a Olinda, uma pequena e charmosa cidade colada em Recife.

Apesar de ser possivel visitar os principais pontos turísticos de Olinda em apenas um dia recomendamos ao menos dois, pois a cidade pode ser pequena, mas tem muita coisa pra se conhecer, e a noite é convidativa para assistir aos ensaios das bandas de frevo e maracatu que desfilam com seus bonecos gigantes pelas ladeiras da cidade.

Não esqueça do óculos escuro, protetor solar e um chapéu. É extremamente importante usa-los, pois o calor é intenso nessa época do cano.

O QUE TEM PRA FAZER EM OLINDA?

Basicamente, as atrações em Olinda se dividem em Casarões antigos, Igrejas e praias. Nosso primeiro ponto de parada foi o Alto da Sé! É ali que se encontra o Mirante do Alto da Sé e a Igreja de São Salvador do Mundo.

 

IGREJA DE SÃO SALVADOR DO MUNDO

 

Igreja de São Salvador do Mundo (Igreja da Sé)

 

Inicialmente uma pequena capela de taipa, erguida pelo donatário de Pernambuco, Duarte Coelho, que via no alto da colina uma possibilidade de proteção contra os inimigos. Foi levantada sob a invocação de Nosso Senhor Salvador do Mundo e, em 1548, deu-se início a construção da nova Igreja Matriz, sofrendo em 1584 sua primeira reforma.
Durante a invasão holandesa, serviu como templo calvinista e sua estrutura sofreu bastante com o incêndio ateado pelo invasor. Foi reconstruída na Restauração Pernambucana em 1669, em estilo gótico, e em 1676, elevada à categoria de Catedral, já que Olinda, neste período, passava de vila para cidade. O prédio passou por várias reformas (neogótica em 1911, eclética em 1939) e, em 1983, foi concluída a mais recente restauração. (fonte: Olinda)

A igreja esta aberta para visitação todos os dias, das 9h às 17h.

 

Igreja da Sé - Olinda
Foto feita do Mirante no Alto da Sé. Localizado no ponto mais alto do Centro Histórico de Olinda.

 

Da igreja é possivel avistar o mar e o Convento de São Francisco/Igreja de Nossa Senhora das Neves, logo abaixo. Nossa próxima parada!

 

Convento de São Francisco – Olinda

 

No caminho há varias lojas de artesanato e casarões antigos. Aproveite para conhecer!

 

Ladeiras de Olinda

A cidade é pequena e tudo é perto, mas as ladeiras não perdoam. Fim do dia as pernas estão esgotadas!

 

Loja de artesanatos próxima a Igreja da Sé

 

CONVENTO DE SÃO FRANCISCO IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS NEVES

 

Igreja São Francisco – Olinda

 

O Convento primitivo foi construído em 1585, com projeto do frei Francisco dos Santos, sendo o primeiro estabelecimento franciscano do Brasil. É formado por um conjunto que inclui a Igreja de Nossa Senhora das Neves, a Capela de São Roque (a mais antiga Capela da Ordem Terceira Secular existente no país), a Capela de Santana, revestida com painéis de azulejos e o claustro (com 16 painéis de azulejos portugueses que retratam a vida e a morte de Francisco de Assis) e a sacristia. (fonte: Olinda)

 

Convento de São Francisco – Olinda

 

Olinda

Convento de São Francisco - Olinda

 

MOSTEIRO DE SÃO BENTO

Construído a partir de 1586, o Mosteiro de São Bento é a segunda instalação beneditina em terras brasileiras. Foi destruído pelos holandeses, reconstruído a partir de 1654 e concluído em 1759, recebendo o estilo Barroco. Abrigou durante 24 anos, a primeira Escola de Direito do Brasil, fundada em 11 de agosto de 1811.

O Mosteiro permite visitação das 9h às 11h45 e das 14h às 17h.

Missa todos os dias, às 6h30, e aos domingos tem Canto Gregoriano às 10h.

 

Mosteiro de São Bento – Olinda

 

Depois de muita ladeira e suor resolvemos ir para a pousada resfriar o corpo e descansar, pois o dia seguinte nos esperava.

Nos hospedamos na Pousada Alto Astral, pois tem um ótimo preço e excelente atendimento.

 

Pousada Alto Astral - Olinda

Depois de um descanso saímos para conhecer a vida noturna de Olinda, que valeu a pena!

Muito próximo da pousada encontramos um bar muito popular chamado Esquina do Peneira. Ótimo para comer uns petiscos, tomar uma cerveja e descontrair. Inclusive, foi durante um choop que escutamos a banda tocando durante um ensaio de rua. É maravilhoso!

 

Banda ensaiando nas ruas de Olinda

 

Os ensaios reúnem uma multidão que seguem e dançam enquanto a banda toca. É muito lindo de se ver!

 

 

 

Depois que a banda passou resolvemos subir a ladeira e ir ao alto da sé para conhecer a culinária regional na feira que rola durante a noite por lá.

 

Feira no Alto da Sé em Olinda

 

Provamos o acarajé. Que espetáculo!!!

Logo que amanheceu fomos andar pelas ruas de Olinda, subir uma ladeira aqui, outra ali e curtir tudo que encontrássemos. Da pra fazer tudo a pé!

 

Ladeiras de Olinda

 

Olinda - PE

 

Reparem na espessura da parede em ruinas

 

No mapa da pra ver a localização da Pousada Alto Astral e a Esquina do Peneira, que ficam distantes um do outro em torno de 50 metros. Assim da para ter uma ideia da distancia de outros lugares e fazer uma logística.

 

 

Neste link há informação sobre todas as outras igrejas da cidade, como horários para visitação e sua historia. E neste outro, informações sobre praias, que, infelizmente, não fomos conhecer.

 

Para visualizar o álbum de fotos completo clique aqui!