Skip to main content

Bolívia!

Desta vez não foi diferente! A programação e pesquisa sobre os locais turísticos aconteceram de última hora e em 5 dias estava tudo pronto. Como escrevem por ai…. #Partiu!


Resumidamente, nosso plano de viagem foi este:



A seguir, com mais detalhes e algumas dicas:

16 de dezembro de 2016
Partimos da cidade de Anastácio, no Mato Grosso do Sul, com destino a Corumbá, cidade que faz fronteira com a Bolívia.
 
A única empresa que faz esse trecho é a Andorinha. Segue os horarios:
Saindo de Anastácio: 9h20 e 12h40;
Saindo de Aquidauana: 18h15 e 23h05
Valor: R$ 76,90.

Neste link é possível comprar a passagem.
 
Chegamos em Corumbá às 14h30 e, da rodoviária, fomos direto para o posto da Polícia Federal, na fronteira. Mototáxis cobram em média R$15, já um táxi convencional R$50.
 
As filas na imigração,  tanto brasileira quanto boliviana, costumam são enormes! Para dar saída na PF demoramos 1h30. Na Bolívia, por sorte, havia pouca gente e não passou de 15 min de espera.

Delegacia da Policia Federal de Corumbá
Chefe: DPF Sergio Luis Macedo

Endereço: Praça da República, 51 – Centro / CEP 79301-140
Fone: (67) 3234-7800Fax: (67) 3234-7849

Email: dpf.cm.cra.srms@dpf.gov.br

Encerrado o processo burocrático pegamos um táxi (B$20) com destino a Puerto Quijarro (se pronuncia Puerto Quirraro) para comprar passagens para Santa Cruz. Nesse momento aproveitamos para trocar reais por bolivianos. Perguntamos ao taxista onde cambiar e ele nos levou até um senhor. Costuma ser mais vantajoso que trocar em casas de cambio convencionais.
 
Trocamos uma pequena parte ali mesmo (2 bolivianos por 1 real) e deixamos para trocar mais dinheiro em La Paz, pensando que seria mais compensador. Ledo engano! Em La Paz e outras cidades o câmbio era 1,90 bolivianos por 1 real.
 
De Puerto Quijarro pode-se chegar em Santa Cruz de trem ou ônibus. Segue:
  1. Trem com saídas toda terça, quinta e domingo (Clique aqui para ir ao site).
  2. Ônibus da empresa 18 de Mayo com saída às 20h e chegada às 5h30 (B$80). Cel.: 77817440 e 77817305.
Há outras empresas de ônibus que oferecem  o mesmo serviço com diferentes preços e diferentes ônibus. Vai do gosto do cliente! Demos preferência para a 18 de Mayo por ser um ônibus mais novo e com ar condicionado.
 
Dica: Não confie nos vendedores, pois oferecem ônibus com ar condicionado, mas que na realidade não tem.


 
17 de dezembro de 2016
 
Comprar passagens para La Paz!
Há várias empresas de ônibus que fazem esse trajeto. Abaixo estão as duas mais indicadas:
  • Trans Copacabana MEM, com saídas às 14, 15, 16 e 17h e chegada às 8, 9, 10 e 11h (U$32,12)
  • Avaroa, com saída às 12h e chegada às 6h (B$220,00).


18 de dezembro de 2016
 
Laz Paz. Finalmente La Paz!
Nos hospedamos no Hostel York, na Calle Sagarnaga, centro de La Paz. A localização e o bom preço foram decisivos para nós. Duas diárias ficaram por B$158, mais ou menos R$70.
 
A Calle Sagarnaga concentra um grande número de agências e hotéis, além de ser ao lado do Mercado das Bruxas e outros locais para compras.

La Paz - Bolívia
La Paz – Bolívia


Resolvemos ficar em La Paz por 3 dias, o primeiro para aclimatação devido a grande altitude. É bom evitar esforço físico e comidas pesadas.
Visitamos Catedrais, Museus, andamos de bondinho, feiras, mercado central e etc. O segundo e terceiro dia foram para os passeios em Tiwanaco e Downhill (Estrada da Morte).


 
19 de dezembro de 2016
 
Tour em TIWANACO.
 
Esse passeio pode ser feito por conta própria ou com agência.
A entrada custa B$100 e um guia local na faixa dos B$50.
 
As agências costumam fazer por B$200, incluindo transporte, guia, entrada e almoço (mais vantajoso).

Tiwanaco - Laz Paz - Bolivia


Tiwanaco - Laz Paz - Bolivia
Adicionar legenda



20 de dezembro de 2016
 
Downhill – O passeio de bike pela Estrada da Morte!

Estrada da Morte - Bolívia
 
Estrada da Morte - Bolívia
Estrada da Morte – Bolívia


Os valores cobrados são de acordo com a qualidade da bike, experiência dos guias e os serviços com fotografia e filmagem que a agência produz. Podem variar de B$350 a B$600.
As agências mais bem conceituadas são:
  • Xtreme Downhill;
  • Barracura Biking.
Esse passeio dura o dia inteiro!
 
 
21 de dezembro de 2016
 
Tour em Chacaltaya e viagem para Uyuni.

Chacaltaya - Laz Paz - Bolivia


Chacaltaya - Laz Paz - Bolivia


 
Esse tour costuma ser vendido juntamente com o do Vale da Lua, mas este dispensamos.
 
As agências costumam vender na média de B$70 por pessoa.
 
Compramos passagens para Uyuni ainda pela manhã, para não correr o risco de ficar sem.
As empresas de transporte fazem essas viagens à noite, chegando em Uyuni por volta das 6h da manhã. Opções sugeridas:
  • Todo Turismo: ônibus turístico que serve jantar e café da manhã, transporta apenas turistas (B$ 250);
  • Trans Omar – mesmo tipo de ônibus, porém sem refeições (B$ 150).
 
22 de dezembro de 2016
 
Tour em Uyuni, Cemitério de Trens, Deserto de Sal…


Esmeralda Tour - Uyuni-Bolivia
Esmeralda Tour – Uyuni-Bolivia

Na cidade, por indicação, contratamos a agência Esmeralda. Mas também são bem conceituadas:

  • Blue Line;
  • Quechua Conncections (única que tem passeios de bike no deserto);
  • Cordillera;
  • World White Travel.
Quanto aos pacotes
Incluem: transporte, refeições, hospedagem e guia (passeios de 3 dias e 2 noites).
Não incluem: entrada para o Parque Eduardo Avaroa, que custa B$150; Entrada para Ilha de Cactos no valor de B$30; e banho nos hotéis pelo caminho que custam em média 10B$.

Os valores variam de B$600 a B$900.

Deserto de Sal em Uyuni-Bolivia
Deserto de Sal
Almoço no deserto de Sal - Uyuni - Bolivia
Almoço no deserto de Sal


Hotel de Sal em Uyuni-Bolivia
Hotel de Sal


Deserto - Uyuni - Bolivia


Árvore de Pedra no Deserto - Uyuni - Bolivia
Árvore de Pedra
Dica: Levar água e lanches, pois as refeições, água e refrigerante que a agência fornece são apenas no café, almoço e jantar.
 
Dica importante: comprar passagem para Sucre no mesmo dia em que chegar a Uyuni. Pois há somente uma empresa que faz essa rota: A Expresso “11 de Julio”, saindo as 22h com chegada prevista para 5h, por B$70. Telefone 6933050.

Não existe um terminal rodoviário na cidade, as passagens são vendidas em escritórios e é dali que os ônibus saem. Dá para ir a pé, distante aproximadamente 500 metros da avenida principal.



25 de dezembro de 2016
 
Retorno do tour e viagem para Sucre.
 
Retornamos a Uyuni por volta das 15h. Com o tempo livre até as 22h (hora da viagem para Sucre) fomos conhecer o museu da cidade (vale a pena) e perambular por mercados, feiras, quitandas…



26 e 27 de dezembro de 2016
 
Sucre!
 
Devido o horário de chegada, fomos procurar um hostel. Um taxista nos indicou o hostel Santa Cruz, tem um bom preço e boa localização, o que comprovamos ser verdade.
 
A cidade tem vários atrativos: mercado municipal, cemitério, mirantes, monastérios antiguissimos, igrejas…e o Parque Cretáceo. Nos hotéis e hostels tem mapas turísticos da cidade. A maioria da pra ir a pé!
 
Cemitério - Sucre - Bolivia
Cemitério de Sucre
Parque Cretáceo - Sucre - Bolivia
Parque Cretáceo


Como dia 26 era feriado em Sucre, a maioria dos pontos turísticos estavam fechados, nos obrigando a ficar mais um dia.


Dica: compre ainda pela manhã a passagem para Santa Cruz. Os ônibus saem às 20h com chegada prevista para as 6h num valor médio de B$110. Utilizamos a empresa El Mexicano e não tivemos problema. Celular: 67640155.

 
28 de dezembro de 2016
 
Viagem de Santa Cruz a Puerto Quijarro
 
Na volta resolvemos fazer esse trecho de trem. As passagens podem ser compradas via internet ou no próprio terminal rodoviário a um custo de B$100. Saída às 13h20 com chegada prevista para as 6h.

Estação de Trem em Santa Cruz-Bolivia
Estação de Trem em Santa Cruz-Bolivia
 
Neste link há informações sobre passagens, preços e rotas.

Utilizamos o Super Pulmam. Viagem super tranquila, viajando numa média de 50km/h e fazendo algumas paradas pelo caminho. Tem serviço de bordo que oferece refeições, refrigerante, água, entre outros. Por volta das 20h faz uma parada de 30 min. aproximadamente para janta.
Tenha em mãos um agasalho, pois faz frio devido o ar condicionado.
 
 
29 de dezembro de 2016
 
Entrada no Brasil

Imigração Boliviana
Imigração boliviana
 
Pegamos um táxi para chegar à imigração boliviana. Quando vimos o tamanho da fila quase desistimos de dar saída do País, mas criamos coragem e fomos para o fim da fila (no fim da quadra). Havia mais de 150 pessoas na fila e parecia que não andava. Após 5h de muito sol e paciência conseguimos carimbar os passaportes. 
A fila na imigração brasileira não estava diferente, mas como não queríamos perder o horário do ônibus, resolvemos passar direto e ir para a rodoviária de Corumbá-MS.

Como dito anteriormente, apenas a empresa Andorinha presta serviço de transporte de passageiros em Corumbá e os horários e preços podem ser consultados nesse site.

Compramos as nossas passagens ainda em Santa Cruz, para evitar contratempos.

Bom, é isso!
Espero que este post possa ajudar os futuros viajantes. Até mais!